Portugal - Dicionário

A página abrirá numa janela nova

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Artigos Relacionados

Aviso ao Leitor da edição original (1904)

Aos Senhores Assinantes (1915)

A edição actual para a Internet (2000)

Os objectivos (2001)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Teve o apoio:

Portugal

Dicionário Histórico, Corográfico, Heráldico, Biográfico, Bibliográfico, Numismático e Artístico


abrangendo


A minuciosa descrição histórica e corográfica de todas as cidades, vilas e outras povoações do continente do Reino, Ilhas e Ultramar, monumentos e edifícios mais notáveis, tanto antigos como modernos; biografias dos portugueses ilustres antigos e contemporâneos, célebres por qualquer título, notáveis pelas suas acções, pelos seus escritos, pelas suas invenções ou descobertas; bibliografia antiga e moderna; indicação de todos os factos notáveis da história portuguesa, etc., etc.


Obra ilustrada

com centenares de fotogravuras
e redigida
segundo os trabalhos dos mais notáveis escritores
por


Esteves Pereira e Guilherme Rodrigues

 
Volume I - A - 1904
Volume II - B - C - 1906
Volume III - D - K - 1907
Volume IV   - L - M - 1908
Volume V - N - P - 1911
Volume VI  - Q - S - 1912
Volume VII - T - Z - 1915

Lisboa

João Romano Torres - Editor


82, Rua D. Pedro V, 88 (1904)
112, Rua Alexandre Herculano, 120 (1906)
120, Rua Alexandre Herculano, 120-D (1907 e 1908)
Rua Alexandre Herculano, 70 a 76 (1911 a 1915)

Personalidade da Semana

 
António Luís de Seabra

António Luís de Seabra

Seabra (António Luís de Seabra, visconde de)

n. 2 de dezembro de 1798. 

f. 19 de janeiro de 1895.

Notável jurisconsulto, ministro de Estado, bacharel formado em Leis pela Universidade de Coimbra, reitor da mesma universidade, juiz da Relação do Porto, deputado, par do Reino, juiz aposentado do Supremo Tribunal de Justiça, etc.

Nasceu em 2 de dezembro de 1798 nas alturas de Cabo Verde, a bordo da nau Santa Cruz, em que seus pais se dirigiam ao Rio de Janeiro 

Foi baptizado a 5 de fevereiro de 1799 no oratório do coronel Manuel Alves da Fonseca, residente na referida cidade do Rio do Janeiro, sendo padrinhos sua irmã D. Josefa Emília de Seabra, e Luís Beltron de Gouveia de Almeida, chanceler da relação daquela cidade; faleceu em Mogofores no seu solar e quinta de Santa Luzia em 19 de janeiro de 1895, com noventa e três anos de idade. Vindo para Portugal fez os seus estudos preparatórios, matriculando-se depois na Universidade de Coimbra, em 1815, formando-se na faculdade de leis em 1820. Desde verdes anos manifestou sempre a maior dedicação à causa da liberdade, e a revolução de 24 de agosto de 1820 inspirou-lhe um soneto que imprimiu na Imprensa da Universidade. Foi um dos fundadores e redactores do jornal mensal O Cidadão Literato, periódico de política e literatura, cujo primeiro número saiu em janeiro de 1821, em Lisboa, continuando depois a publicação em Coimbra.  (...)

Portugal - Dicionário Histórico, Corográfico, Heráldico, Biográfico, Bibliográfico, Numismático e Artístico.

Edição em papel © 1904-1915 João Romano Torres - Editor
Edição electrónica © 2000-2016
Manuel Amaral